top of page

Tudo para o nosso bem


ūüďĖ Romanos 8.28: ‚ÄúSabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que s√£o chamados segundo o seu prop√≥sito" ARA


Voc√™ j√° usou este vers√≠culo quando algu√©m estava passando por dificuldades na tentativa de fortalec√™-la, alegr√°-la, de motiv√°-la e trazer esperan√ßa? Bem prov√°vel, n√£o √© verdade? At√© virou um jarg√£o ‚Äúcrent√™s‚ÄĚ... dizemos: ‚ÄúCreia... Saiba que Todas as coisas Cooperam para o nosso bem... Deus √© contigo!‚ÄĚ. ‚Äď isso n√£o √© ruim, √© uma verdade!


Mas a grande quest√£o √© que para enxergarmos as verdades deste texto, √© preciso olhar com um olhar diferente para as prova√ß√Ķes, olhar para as dificuldades com um prisma de Deus, por√©m nem sempre isso √© poss√≠vel devido a nossa limitada vis√£o humana das coisas divinas. No entanto, vamos refletindo sobre isso, gostaria de enfatizar a palavra ‚Äúcooperam‚ÄĚ que no grego √© a palavra synergei. Desta palavra originou-se a palavra ‚Äúsinergia‚ÄĚ, que √© muito comum ser utilizada por administradores, empreendedores e palestrantes motivacionais. Ela √© formada de duas palavras s√Ĺn, ‚Äújunto com‚ÄĚ + √©rgon ‚Äútrabalho‚ÄĚ. Significa ‚Äď ‚Äúcooperar‚ÄĚ, ‚Äútrabalhar junto‚ÄĚ, ‚Äútrabalhar com‚ÄĚ. Este significado √© fundamental para entender o texto. Noutras palavras:


‚ÄúSABEMOS QUE DEUS TRABALHA JUNTAMENTE COM TODOS QUE O AMAM‚ÄĚ.


Ou seja, Deus exerce a sinergia conosco. Louvado seja Deus! √Č por isso que TUDO o que acontece, acontece para o nosso pr√≥prio bem, por mais que n√£o entendamos, sabemos que ELE nunca perde o controle e que ‚Äúa Vontade de Deus √© Boa, Perfeita e Agrad√°vel‚ÄĚ. Rm 12.2 Um dia provaremos o que tanto esperamos. Conforme os vers√≠culos anteriores - Romanos 8.24-25: ‚Äú24Porque, na esperan√ßa, fomos salvos. Ora, esperan√ßa que se v√™ n√£o √© esperan√ßa; pois o que algu√©m v√™, como o espera? 25 Mas, se esperamos o que n√£o vemos, com paci√™ncia o aguardamos‚ÄĚ.


Compreendi que muitos dos meus sonhos, anseios, desejos e planos, ainda n√£o s√£o vistos, n√£o os tenho em m√£os, exatamente porque ainda vivo a esperan√ßa. Quando os ver e ter (Se for da vontade de Deus), chegarei ao final de minha espera e a√≠ entenderei o porqu√™ que ao esperar, vivenciei e experimentei tais coisas. Nada √© v√£o, em tudo aprendemos algo. N√£o √© √† toa que o ap√≥stolo Paulo diz: ‚ÄúQue diremos, pois, √† vista destas coisas? Se Deus √© por n√≥s, quem ser√° contra n√≥s?‚ÄĚ (Romanos 8.31).


No amor de Cristo, Pr Paulo Berberth

6 visualiza√ß√Ķes0 coment√°rio

Posts recentes

Ver tudo

Coment√°rios


bottom of page